Wonder Woman | Opinião

Wonder Woman | Opinião

pxQHHK.jpg

Título Original: Wonder Woman
Director: Patty Jenkins
Nota do IMDB: 7,6/10
A minha classificação: 8/10

Opinião:
Acabei de ver Wonder Woman e infelizmente penso que fui com expectativas demasiado altas… snif.

Sim, adorei todo o empowering das mulheres. As paisagens na ilha eram lindíssimas, quem me dera viver ou mesmo passar férias lá. Queria ser uma daquelas amazonas, ter daquelas aulas, viver naquele paraíso. Aquelas fontes ou lagos fizeram o meu corpo ansiar por mergulhar lá.
E depois veio o homem de olhos azuis que sempre me lixa o coração. Não o acho lindo. É bonitinho. Mas aquelas olhos azuis matam-me.
Gostei bastante das jokes que fizeram no filme! Ficaram tipo brutais hahahha!
Adorei como a Diana (adoro ouvir o nome em inglês) se manteve real a si mesma durante todo o filme.

SPOILER ALERT
Aquela cena do “This is no man’s land, Diana! It means no man can cross it, alright?” e ela do género “bro please, I’m a woman” e freaking aparece de fato de WW a percorrer aquilo tudo e os homens ELA ESTÁ A CONSEGUIR, VAMOS VAMOS. HAHAHHHA!

Infelizmente para mim e não me perguntem como, mas desconfiei logo do Sir Patrick mal ele apareceu em cena. Um olhar dele revela tudo…. E honestly… LUPIN, QUE RAIOS. O Voldemort lançou-te um Imperius? KIDDING.
E a cena dele a “transformar-se” lembrou-me imenso Sailor Moon.
Mas o que me partiu mesmo o coração… Foi pensar que grande parte do discurso do Ares é verdadeiro… O próprio ser humano é horrível…

Diana: I used to want to save the world. This beautiful place. But I knew so little then. It is a land of beauty and wonder, worth cherishing in every way. But the closer you get, the more you see the great darkness simmering within. And mankind? Mankind is another story altogether.”

E sim. Aquele derradeiro NOOOOOO! A morte do Steve. Para mim foi um big NO, porque eu sou uma romântica incurável… Fiquei mesmo triste. Awesome actuação dele, nos momentos finais btw.
“I can save today. You can save the world”
“I wish we had more time. I love you.”

E foi isto…. fiquei desiludida. Queria um irrealista happy ever after. Desiludiu-me um chiquinho mas é um bom filme.

O filme está é cheio de quotes que amo!
Deixo-vos com uma das melhores. Haha!

Diana Prince: What is that?
Steve Trevor: That is a watch.
Diana Prince: What does it do?
Steve Trevor: It tells the time. It tells you when to sleep, to eat…
Diana Prince: That tiny thing tells you what to do?”

 

Anúncios
Novo título de Fantastic Beasts revelado!

Novo título de Fantastic Beasts revelado!

FNBST2_TT_Debut_3200x1800_DOM.jpg
E já temos título e data!
Falta exactamente UM ANO para a estréia do novo filme do universo mágico criado pela autor J.K. Rowling –

Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald

Nós, leitores de Harry Potter e fãs dos filmes, já estamos familiarizados com alguns dos crimes do feiticeiro Gellert Grindelwald. Afinal, ele aparece nos livros de Harry Potter, como o vilão da geração de Dumbledore, e também sabemos que ele foi expulso de Durmstrang por práticas mais viradas para o lado negro.

Fantastic Beasts and Where To Find Them passou-se alguns anos depois dessa época, e nos anos intermediários Grindelwald causou o caos por toda a Europa, por tentar criar uma hierarquia mágica para dominar todos os seres não-mágicos – Muggles/No-Maj.
Ele foi apanhado enquanto estava disfarçado de Auror Percival Graves e preso por MACUSA – acontecimento esse que vimos no primeiro filme de Fantastic Beasts.

Em Nova York, Grindelwald recrutou um jovem chamado Credence – atormentado por uma energia mágica reprimida e perigosa chamada Obscurus – e tentou usá-lo para expôr a comunidade mágica aos No-Majs.

Segundo a Warner Bros, no novo filme, Grindelwald (Johnny Depp) escapa da custódia e é visto a reunir seguidores para sua horrível causa.
Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald ocorre em Nova York, Paris e Londres, onde veremos amor e lealdades testados neste momento tumultuado no mundo mágico.

David Yates voltou para dirigir Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald.

Saiu também uma foto nova do cast que nos mostra Dumbledore e Grindelwald.
Há também algumas personagens novas: o irmão mais velho de Newt, Theseus Scamander (Callum Turner) e a sua noiva, Leta Lestrange (Zoë Kravitz), que foi vista numa foto no primeiro filme.

Credence, interpretado por Ezra Miller, também está confirmado que irá voltar e apresenta-se na foto, ao lado de uma personagem misteriosa interpretado por Claudia Kim. A personagem é conhecida como “Maledictus“: alguém que sofre de uma “maldição de sangue” que os transforma em um animal.

FNBST2_First_Look_3000x1800-R01

Não se esqueçam wizards and witches!
Peguem na pena e apontem nos pergaminhos!
Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald, estreia a 16.11.18

Opinião | Tudo, Tudo… E Nós, de Nicola Yoon

Opinião | Tudo, Tudo… E Nós, de Nicola Yoon

31804840.jpg

Título original: Everything, Everything
AutoraNicola Yoon
Editor: Editorial Presença
Número de Páginas: 320
ISBN: 9789722358583

Compra aqui
A minha classificação: 3,25/5

Sinopse:
Madeline Whittier observa o mundo pela janela. Tem uma doença rara que a impede de sair de casa. Apesar disso, Maddy leva uma vida tranquila na companhia da mãe e da sua enfermeira – até ao dia em que Olly, um rapaz vestido de preto, se muda para a casa ao lado e os seus olhares se cruzam pela primeira vez. De repente, torna-se impossível para Maddy voltar à velha rotina e ignorar o fascínio do exterior – mesmo que isso ponha a sua vida em risco. Nicola Yoon escreveu um livro comovente com uma mensagem para leitores de todas as idades.

Opinião:
Bem… Nem sei como começar. Não por não ter palavras por ter sido maravilhoso, mas sim porque me desiludiu. Antes de mais devo dizer que li primeiramente o outro livro da autora (podem ver a review aqui), o qual simplesmente amei, e penso que tenha sido exactamente esse o problema – ALTAS expectativas. Não só ouvia toda a gente a amar o livro, como o anterior foi simplesmente fantástico para mim.

Mas não pensem que odiei! NÃO! Eu gostei do livro! Mas simplesmente, não foi tudo aquilo que estava à espera.

A escrita e o formato das páginas estavam magníficas. Adorei a forma como a protagonista fazia dos livros, seus. Adorei como apesar de tudo (não quero dar spoilers haha), ela se mantinha positiva, optimista. Adorei a relação entre mãe e filha. E claro, adorei o Olly. Gostei de como se relacionaram e a óbvia preocupação que ambos tinham um com o outro. E fiquei chocadíssima com a revelação que foi feita. Não estava mesmo à espera.
Houve apenas uma coisa que não gostei mesmo. Eu sou daquelas que ama um happily ever after. E os livro da autora têm sempre um final que me deixam bittersweet – mais para o bitter. São muito meh.

Então porquê a diferença nas opiniões Sara, se amaste o outro da autora mesmo com esse final meh?
Bem, o outro puxou-me BASTANTE mais. O outro não conseguia parar de ler. Entrei no outro de uma forma muito mais profunda.
Este foi apenas mais uma leitura agradável, mas nada por aí além.

Mas leiam! Quem não leu, que leia. A escrita é bastante fluída, com partes engraçadas e é óptimo para quem quer uma leitura mais leve!

Capa, data e snippet de Queen of Air and Darkness divulgados!

Capa, data e snippet de Queen of Air and Darkness divulgados!

Pára tudo!
A capa e a data de “Queen of Air and Darkness”, o terceiro livro d’“Os Artifícios Negros” foi anunciada!

Foi ontem, durante o YallFest que a autora revelou a capa e a data de publicação. E digo-vos. Arrepiei-me!
Vejam aqui!

Queen of Air and Darkness vai ser publicado a 4 de Dezembro 2018!

Querem ver a capa LINDA E MARAVILHOSA? Deleitem-se! qoaad.jpg

E mais! Quê? Achavam que era só isto? Nãooo!
A autora decidiu dar-nos mais uma prendinha! Um pequenino snippet do livro, só para nos deixar com água na boca! Relembro que foi traduzido do inglês e pode ter erros de tradução.

“Ele queria perguntar a Ty se ele estava bem, mas sabia que o outro rapaz não iria querer. Ty estava a olhar para o Mercado, tenso com curiosidade. Kit voltou-se para o phouka. “Porteiro”, disse ele. “Solicitamos entrada no Shadow Market”. O olhar de Ty focou com atenção. O phouka era alto, escuro e magro, com fios de bronze e ouro encadeados pelos longos cabelos. Ele usava calças roxas e estava sem sapatos. O poste no qual ele se apoiou estava entre duas barracas, bloqueando perfeitamente o caminho para o Mercado.
“Kit Rook”, disse o Phouka. “Que elogio que é, ainda ser reconhecido por alguém que nos deixou para habitar entre os anjos”.
“Ele conhece você”, murmurou Ty. “Toda a gente do Shadow Market conhece-me”, disse Kit, esperando que Ty estivesse impressionado. O phouka apagou o cigarro. Ele soltou um cheiro doentio e doce de ervas carbonizadas.
“Senha”, disse ele.
“Não vou dizer isso”, disse Kit. “Pensas que é engraçado tentar fazer as pessoas dizerem isso”.
“Dizer o quê? Qual é a senha? “, exigiu Ty.
O phouka sorriu. “Espere aqui, Kit Rook”, disse ele, e desapareceu, de volta às sombras do mercado.
“Ele vai buscar o Hale”, disse Kit, tentando esconder os sinais de nervosismo.
“Eles podem ver-nos?”, Disse Ty. Ele estava a olhar para o Shadow Market, onde grupos de Downworlders, bruxas e outros membros variados do submundo mágico moviam-se entre o clamor.
“Lá fora?”
Era como ficar de pé, de fora de 
uma sala iluminada no escuro, pensou Kit. E, embora Ty não pudesse expressar daquela maneira, Kit suspeitou que ele sentiu o mesmo.
“Se puderem, eles nunca mostrariam isso”, disse ele.”

Relembro apenas, que o livro será publicado em Dezembro de 2018, em inglês!

Em Portugal, já temos os dois primeiros livros da saga, traduzidos pela Editorial Planeta! Podem comprar/ver aqui e aqui.

Ansiosos? Eu recebi Lady Midnight esta semana, como prenda de aniversário antecipada!

Opinião | Tales from the Shadowhunter Academy

Opinião | Tales from the Shadowhunter Academy

TSA_cover.jpg

Título: Tales from the Shadowhunter Academy
Data de Publicação: 15 Novembro 2016
Editora: Margaret K. McElderry Books
ISBN: 1481443259
ISBN13: 9781481443258

A minha classificação: 4,5/5
Compra aqui


Sinopse
(traduzido a partir do inglês):
Simon foi humano e depois vampiro, mas depois dos eventos d’”A Cidade do Fogo Celestial”, o terem deixado sem memória, ele já não tem certeza de quem ele é. Quando a Academia Shadowhunter reabre, Simon reentra neste novo mundo de caça a demónios, determinado a encontrar-se novamente – quem quer que esse Simon possa ser …
Junta-te a ele na sua jornada para tornar-se um Shadowhunter, e aprende sobre a ilustre história da Academia ao longo do caminho, através de professores convidados como Jace Herondale, Tessa Gray e Magnus Bane.

Opinião:
Como assim eu não fiz opinião acerca do primeiro livro que li para a maratona? CHOCADA.

Este livro foi lindo. soberbo. maravilhoso. The Infernal Devices é uma das minhas trilogias favoritas of all time e ler um livro de contos, acerca das coisas que se passaram depois de The Mortal Instruments foi um presente incrível que descobri, não tarde demais, mas MUITO TARDE. Já podia ter spazzado com isto há milhares de anos-luz e sinto-me ashamed por não ter pegado antes. Mas para vos ser sincera… Pensei mesmo que seria um outro tipo de livro.

Então esta é uma espécie de continuação dos eventos passados em TMI.
É contado na visão do Simon o que me agradou bastante, e amei a evolução dele, após o que lhe aconteceu. O livro elucida-nos, também, sobre acontecimentos passados durante os eventos de TID, TMI e no lapso de tempo entre TID e TMI.

Claro que há contos melhores que outros e foi giro perceber de quais gostei mais. Para o meu não-espanto, gostei muito mais dos que se focaram na época de TID hahaha!

A escrita do livro diverge. São alguns autores diferentes a escrever cada conto e o que mais me custou a ler foi o primeiro e um dos do meio do livro. Mas creio que o primeiro foi porque não me estava a formatar bem no inglês (se é que me entendem) e o outro porque bem… não me estava a puxar nada.
É uma história lindíssima. É uma história que nos faz amar ainda mais o Simon. Uma história de amor. Família. Amizade. Lealdade. Confiança.

Aconselho mesmo imenso a leitura. Amei tanto que estou de momento a ponderar reler os livros todos… again. Ahahah!

Opinião | A Bela e o Monstro

Opinião | A Bela e o Monstro

Que começo de mês mágico!
O mais mágico de todos! Decidi começar o mês do meu aniversário a visualizar o filme que já saiu há uns meses mas não sei o porquê de nunca ter visto!
Estou toda emocionada agora hahaha!

Bela e o Monstro é um clássico amado por milhares. Um dos melhores filmes Disney. E conseguiram fazer uma adaptação à altura! Agradeço a Deus, por isso!

Vamos, então, aos SIM SIM SIM, depois aos PODE SER…., passando aos MEH e uns NÃO.

SIM SIM SIM, em relação ao cenário! MAS QUE MARAVILHA DE CENÁRIO! O castelo estava lindíssimo e dei por mim a querer andar por aqueles corredores e escadas, tal e qual como uma princesa… ou como a Belle!
E a vila estava…. AISH queria passear lá!

Adorei o casting de alguns dos personagens! O melhor de todos para mim foi, sem dúvida, o Gaston. Que ódio de personagem mas que casting fabuloso! Acertaram na mouche! E também gostei bastante do LeFou, apesar de no filme animado, ele ser bem mais tótó.
A Emma Watson (carago que ia escrever Hermione, apesar de não ter pensado nela durante todo o filme) esteve muito bem, também! E o papá dela é um fofo ❤
E AMEI aquele mapa mágico! Invenção total mas AMEI.
Estava era totalmente unaware de alguns actores! Quando vi quem era o relógio e quando vi quem era a Madame Potts, a minha boca fez um “o” perfeito hahaha. E sorry mas “Volta a ser relógio, volta a ser relógio” foi MUITO BOM! HAHHAHA
Fiquei parvinha da vida quando vi que a Audra McDonald, a eterna Dr. Naomi Bennett, de Private Practice, canta. E MAIS DO QUE BEM. Chocada!

Adorei a cena da Belle a descobrir o que se passou com a mãe. Uma pequena explicação totalmente adequada para o que poderá lhe ter acontecido. Apesar da peste negra ter sido nos anos 1343-1353 e da história da Bela e o Monstro ter sido escrita em 1740 (com bastantes diferenças na versão original btw), existiu sim uma peste em 1738 que afectou alguns países, entre eles a Roménia, Hungria, … Quem sabe….

Os PODE SER são raros….. eh pah … as trigémeas loiras do filme animado que são lindíssimas, viraram morenas e feinhas >< Mas como não são assim tão relevantes, não me fizeram muita comichão.
A cena do Monstro a dar a Biblioteca à Belle é tão fofa no desenho animado e aqui foi entrarahgostasokentãoéteu. Fiquei tristonha!
Também preferia um espelho mágico maiorzito. Aquele era bonito mas tão pequeno, quase não se via nada. Bah.

Resultado de imagem para belle library

MEEEEHH é o que pensei quando vi a pequenina livraria da vila da Belle.
Como é que um espaço que até tinha alguns livros e a icónica escada (quero uma escada assim), passa para meia dúzia de livros?

Esperava mais de alguns figurinos também. A maior parte dos da Belle estavam bons, mas queria que tivessem sido mais fiéis. A cena da neve tem um vestido e manto tão lindos e no filme não teve appeal nenhum….

O que nos leva a um NÃO. SIMPLESMENTE NO. A sério? Aquele vestido deixou-me com azia. Sim é bonito. Muito. Mas totalmente não adequado. TIPOOOO ela ao lado dele parecia uma camponesa! O que era mas não vem ao caso. Mas ele ali todo lindão com aquele fato e o vestido dela… tão simples… quase que servia para… aia? Desapontou-me imenso. E eu fui para o filme decidida a let it gooooooooo hahah. Não consegui.

Resultado de imagem para belle dress gifResultado de imagem para belle dress gif

Houve uma cena que me chocou, apesar de já ser normal no ser humano. Infelizmente. O carisma de uma pessoa que leva tantas outras a juntarem-se a um movimento. Vemos tantos casos em que isso deu para o torto e apesar disso não aprendemos e continuamos a cair no mesmo erro.
Falo, claro, quando o Gaston é publicamente rejeitado pelo pai da Belle e humilhado decide mentir e virar o povo contra ele. Vemos um elo mais fraco que sabe a verdade mas por medo/admiração decide calar a boca e ir na onda. Vemos depois um povo com medo, tornar-se violento e furioso apenas porque um deles disse que aquilo era um monstro e ainda se viraria contra eles. Um “monstro” que nunca lhes fez qualquer mal e de repente, ah e tal, vamos matá-lo porque ainda nos vai matar e/ou atacar? PUH-LEASE.

Mas that aside…. AMEI O FILME. Quero já rever a versão animada e sentir a magia toda de novo! A criança dentro de mim, agradece!
Imagem relacionada

 

Vamos Ler! | Maratona Literária Outono/Inverno 2017

Vamos Ler! | Maratona Literária Outono/Inverno 2017

Olá! Cá estou eu de novo, com mais um post sobre…. LIVROS! YEEEEAH! Parece que é o main do canal, mesmo né?
Mas não desesperem. Tenho aqui umas ideias a magicar na minha linda cabecinha *cof* que acho que vão ser bem giras! eheh.
Voltando ao tema do post! Dia 15 deste mês, deu início uma maratona literária e eu tive de me incluir nela! Normalmente, deixo-as passar porque tenho dificuldade em manter-me dentro de um tópico ou focado num género de livro, mas como aqui podia variar e até largar/pegar…. Porque não?

Pequeninas infos:
A maratona vai decorrer de 15 de Outubro de 2017 às 00h01 até 15 de Janeiro de 2018 às 23h59. (ainda se podem juntar!!!)

O objectivo é ler o maior número possível de páginas.

As regras são seguir o blog Agora que sou crítica e o blog e o canal Flames e colocar os vossos progressos em qualquer rede social à vossa escolha com a hashtag #MLOutonoInverno2017.

A inscrição faz-se, apenas, pedindo para aderir ao grupo do FB – https://www.facebook.com/groups/mloutonoinverno2017/

As informações estão todas na página de Fb que indiquei acima.

Já os desafios…. querem saber quais são? Espreitem o vídeo muahahah! Lá também vos mostro as minhas escolhas para cada categoria!
E se gostarem, podem sempre seguir o blog e o canal 😉

Espero que gostem!